sábado, 19 de novembro de 2011

E a Diana foi à TV

Pois é, hoje de manhã actuei na RTP1, com a minha querida tuna. O título do post deveria ser "E a TFIST" foi à TV", mas como pensei que por "TFIST" muita gente não iria perceber o que era, optei por colocar o meu nome, por uma questão estratégica.



Aqui ficam os links para a nossa actuação na RTP1, no programa Portugal Sem Fronteiras:


Música 1 de 2 - Saudade

Música 2 de 2 - Júlia Florista
(Caso haja problemas com o link, é na 3ª parte do programa, aos 10 minutos)




Mais uma experiência fantástica com a TFIST, para recordar com muito carinho. :)



Convido-vos a deixar um like na página da TFIST no Facebook, bem como na página da X Expedição - o nosso fantástico festival que se realizará daqui a 15 dias.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A lenda de Deray

A lenda de Deray é a história da face oculta da Lua; uma história triste e misteriosa, que nos é contada por Rosana Arbelo através de uma música mística e envolvente. Diz a lenda que Deray, a Lua, se apaixonou pelo sol, aproximando-se tanto dele que o seu rosto ardeu, e agora esconde a sua face, e canta... Para não chorar.

Muitas vezes penso nesta música... Tem algo de mágico que nos toca.

Deixo aqui a música, com uma tradução livre da letra, e peço desde já desculpa se a minha tradução não for das melhores, pois o meu espanhol também não o é.




Ouve-se falar de um canto de mulher
Ninguém a conseguiu ver
a lenda fala de uma voz sem pele...

Desde o céu chora e, sem querer,
Deixa lágrimas cair
Quando chove todos dizem que é Deray
A voz da tristeza é Deray

Deray...

Ninguém estava ao alvorecer
dos tempos, mas crêem
Que a Lua ali se apaixonou por ele

Diz o vento que ela se aproximou
Tanto que o seu rosto ardeu
E por isso esconde a sua dor, Deray
A face oculta da Lua é Deray

Deray...
Amor letal, que canta para não chorar

Lua canta para ele
Amanhece e dizem que
Nos dias de calor
O sol morre de paixão
E o mar são lágrimas que choveram
A voz da tristeza é Deray






Quando terminei o post, fui espreitar o céu. Está lua cheia. Deray brilha por detrás de um manto de nuvens, e canta.




---------------------------------
A arte:
Fotografia tirada daqui.